Pela primeira vez em muitos anos, tudo está diferente. Eu lembro que no meu aniversário de vinte e um eu não estava satisfeita com o modo como a minha vida estava, e eu queria mudanças. Eu só não imaginava aconteceriam tantas, em um período tão curto de tempo.

O último ano foi bem caótico pra ser sincera, variando entre momentos incríveis e péssimos em questões de semanas (mas acho que todo mundo ficou com essa sensação né?). Mas a verdade é que os 21 vieram pra me fazer tomar decisões e me fazer entender que tudo bem mudar de opinião.

Os 21 vieram carregados de mudanças. Me sacudiu e me tirou da zona de conforto. E tudo é tão novo, tão desconhecido.

Já não tenho mais o abraço certo pela manhã, mas encontrei tantos novos amigos nesse meio tempo, tanta gente especial que faz questão de estar perto e desejar minha alegria. Se antes eu tinha um caminho certo a percorrer, agora estou tentando descobrir os lugares certos em que posso pisar, e sei que se precisar terei várias mãos pra me segurar se tropeçar no trajeto.

Descobri novos ritmos, novas cores e novos lugares. Por mais que as tradições me trouxessem um quentinho no coração, um lugar a que pertencer, eu descobri que o novo me oferece aquele friozinho na barriga, que também é incrível.

Duvidei tanto se estava no caminho certo na faculdade, e não só encontrei alguém que acredita no meu trabalho e quis dividi-lo comigo, mas também vi o reflexo disso nas outras pessoas, e quase não consigo acreditar que em algum momento eu pude questionar meu próprio potencial.

Se no ano passado no meu aniversário eu desejei mudanças, esse ano eu só quero agradecer.  Pelos momentos maravilhosos que passei ao lado de pessoas incríveis - algumas que já não estão mais tão perto assim. Por todas as pessoas que se aproximaram e reaproximaram de mim. Agradecer até pelas coisas que eu considerei ruins, mas me fizeram crescer tanto.


Eu cheguei nesse aniversário me conhecendo, me descobrindo. A mim e ao mundo. E por mais estranho que ele seja, eu espero que seja incrível!

Que seja doce!

 Inhaiiinn gentes!!

Demorei um pouco pra chegar por aqui... tanta coisa acontecendo e pra quem me conhece sabe que eu estou sempre no olho do furacão! Mas, das voltinhas que a vida deu, eu estava procurando um rumo pra mim! Daí você analisa tudo! Quem chega no seu caminho, quem permanece nele, quem não sabe a que veio, quem está só para olhar, quem está para somar, quem está só por que não dá conta de ficar longe (seja por te amar ou por não se/te amar) e se você não foca no que quer da vida, em quem quer para sua vida o mundo te engole... e o pior do mundo são as pessoas (o melhor também).
Dando aquela googlada sobre textos e frases de apoio de um modo geral (que fase! ts), minha nova palavra predileta, resiliência, me remete a um significado que durante muito tempo disse muito sobre a fase da vida que eu estava passando.

Resiliência - substantivo feminino - 2. fig. capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças.



Má sorte não é bem a definição atual dessa fase vai... se você parar para avaliar com meu coração taurino, toda e qualquer mudança vai gerar pânico, desespero e um surto psicótico uma ansiedade terrível. Sim, normalmente é bem assim e vamos culpar SIM o zoodíaco, okay?! E essa mudança era necessária! Precisamos saber lidar com o que e quem passa em nossas vidas. Impor limites e se respeitar sempre! Quando isso não acontece das duas uma: ou você se machuca feio ou vai viver na sombra do que você poderia ter feito ou dito para mudar isso. Dependendo de quanto tempo você viva nisso, ou você muda de vez ou desiste do caso! 


Mas quando o copo enche, todos os seus limites físicos e estruturais são ultrapassados e os dias passam a ser torturantes é falta de coragem desejar que acabe logo? Não baby, é sobrevivência... é pra glorificar de pé quando finalmente acontece!! Ir acumulando, se calando e tentando suportar nem sempre é uma boa escolha. Imponha limites! É saudável para você e suas relações.
Livre-se de pessoas tóxicas, de quem desconta na sua boa vontade a amargura de não ser feliz com o que tem (means a revolta de te ver feliz com o que você tem)! Whatever...


Obrigada universo pela nova chance, obrigada Deus por me manter inteira e controlada (ou quase) e por me ensinar tanto sobre pessoas, convívio, metas, respeito ao próximo, respeito a si mesmo, sobre profissionalismo e falta de.


Oi mundo! Oi fase nova da vida! Oi vida Nova! Oi Blog! Cheguei finalmente!


Quero falar de coisa boa, de comida gostosa, de looks baphos, de idéias legais, de tecpix (not!) rsrsrs e do quão boa e gostosa a vida pode ser...


Sendo de verdade, sendo do jeito que se quer, sendo cercada de boas coisas! #semhastagmentirosa
Um brinde as mudanças e livranças que a vida nos dá!!
(eu sempre soube voar...)

Parece que foi em outra vida! Criei o blog há seis anos pra compartilhar as coisas que eu gostava, já que na época lia muuuitos blogs, e quanto mais informação você recebe mais tem vontade de compartilhar. Eu tinha acabado de começar a namorar e estava entrando no ensino médio, foi um período de muitas descobertas e experiências novas.

Hoje o blog completa seis anos de existência, me acompanhando nos dias bons e ruins, mesmo que as vezes só existindo. Esse ano é ainda mais especial pra mim, porque assim como quando eu criei o LC, estou passando por várias novas fases, cheias de mudanças e novos significados.

3 coisas que aprendi com os seis anos do LC:

Escrever alivia a alma
Não importa o sentimento, se é nó na garganta, felicidade ou medo, escrever me traz uma paz tão grande! Como se todos os conflitos internos ficassem mais claros quando escritos, sabe? E é exatamente por isso que nunca desisti desse meu espacinho, por me fazer tão bem mentalmente. 

Planejar não é tudo
Perdi as contas de quantos projetos já escrevi ou planilhei e no fim acabei não realizando. O fato é que não adianta programar um projeto incrível e não fazer nada sabe? Tenho levado isso pra vida ultimamente, só vou realizar se me esforçar, e se  as metas forem menores o sucesso fica mais perto ainda!

Mudar de ideia é ótimo!
Em seis anos já passei por tantas fases, já tive tantas opiniões que é até um alívio pensar em como a mudança pode ser positiva. Não que eu ache que a mudança está necessariamente ligada a evolução, tem mais a ver com movimento. Mas um corpo parado não chega a nenhum lugar certo? E ta tudo bem mudar, viu? E se quiser voltar atrás também. 

Obrigada por acompanhar!

Tenho lido muito nos últimos tempos sobre finanças, por isso achei incrível esse post da Isabella que reúne alguns erros comuns para evitar nos 20 anos. Tenho tentado mudra vários hábitos, e já já isso vira post por aqui também ;)
Sei que não é todo mundo que acredita, mas eu não só acredito como tento praticar sempre a Lei da Atração. Bobagem ou não, essas 7 dicas de como colocá-la em prática, com certeza não fazem mal a ninguém, já que gratidão e pensamento positivo nunca são demais.

Confesso que mesmo não sendo muito comum a comemoração do Halloween aqui no Brasil, tive vontade de enviar esse link para algumas amigas que não postam um snap sem filtro! haha Mas não deixa de ser divertido!