Monotonia

19 de abr de 2012
“Ando meio esgotado, durmo só umas cinco horas por noite (logo eu, que se pudesse dormia umas 20), andei também ruim do coração” Caio Fernando Abreu


Ando meio assim, meio sei lá... Se perguntarem se estou feliz o "sim" vai sair no automático, mas de verdade eu não sei. Não tenho ideia do que é isso que eu ando sentindo.

Costumava dizer que era cansaço, que a rotina pesada estava acabando comigo, só que  agora eu já nem sei mais. É verdade sim que eu ando bem esgotada, tantas coisas ao mesmo tempo pra se dedicar que a vontade é deitar na cama e ler um livro. Pra relaxar, esquecer de tudo que eu tenho pra fazer. Mas eu não consigo nem parar de pensar em tudo que eu ainda tenho pendente,  que tenho milhões de coisas pra fazer antes de o dia acabar.

Ainda tem a questão da rotina. De nunca sobrar tempo pra mim, ou pra ficar com meu namorado e a família. Acaba que o tempinho que nós temos juntos são sempre iguais. As mesmas conversas - ou falta delas -, as mesmas risadas. Queria tanto quebrar essa monotonia. Passar o dia inteiro com o namorado vendo filme na TV da sala, e minha mãe da cozinha comentando as cenas.

Só de lembrar já consigo sorrir. Que saudades de momentos assim, tão simples, mas tão especiais pra mim.

0 comentários:

Postar um comentário