Ausência

21 de mai de 2012
“Por que você me esquece e some?” Caetano Veloso

Tudo bem, eu to me acostumando a ficar sem você. É sem assim, quando eu mais preciso, quando eu mais te quero você me deixa. Sempre me vejo sozinha quando a única coisa que eu queria era estar do teu lado, mesmo de mau-humor, sonolento ou o que fosse. Era só a companhia que eu queria.

Mas como já de conhecimento universal, querer não é poder. O que eu posso fazer no momento? Me conformar com essa sua ausência pra não ter que lamentar, pra não me tornar uma pessoa triste. Posso ir arrumando maneiras de preencher o teu lugar enquanto ele continua vazio.

Só vou te pedir pra não demorar muito pra voltar. Já cansei dessas medidas provisórias. Vai que um dia desses eu me acostumo a ficar sem você, vai que tua presença passe a não ser mais tão importante. Ai você nem precisa voltar mais.

Volta logo.

0 comentários:

Postar um comentário