Precisamos falar sobre metas

24 de mai de 2016
Imagem via
Já estamos quase no meio do ano (o tempo tá voando!), e pela primeira vez eu continuo focada nas minhas metas! Talvez eu finalmente tenha aprendido a definir metas, ou ter criado uma estratégia de acompanhamento tenha me mantido motivada.

Como de costume, em um dos primeiros posts desse ano eu compartilhei quais seriam meus objetivos pra 2016. O que fiz de diferente dessa vez foi criar mini-metas (ou sub tarefas), para sempre ter a sensação de "dever cumprido", riscando um pequeno passo.

Por exemplo, uma das coisas da minha lista era aprender um novo software – quem faz arquitetura sabe que somos cobrados pra saber cada vez mais programas de projeto e edição -, então subdividi assim:
           1. Escolher programa;
           2. Instalar software;
           3. Pesquisar curso online;
           4. Assistir aulas;
           5. Desenvolver um projeto.

Quando eu definia apenas que queria aprender um novo software, parecia uma coisa muito distante, muito trabalhosa e a preguiça acabava vencendo. Mas criando um passo a passo você consegue perceber que não é tão complicado assim.

No fim estava me perguntando por que demorei tanto tempo pra aprender o programa e planejando qual seria o próximo.

Ainda sobre metas, mas agora falando de desenvolvimento pessoal no geral, queria compartilhar como tenho usado a Roda da Vida.

Antes de tudo preciso dizer que encontrei o método na internet e apliquei sem nenhuma orientação, fiz da melhor forma pra mim e vim compartilhar porque vi resultados.

Em janeiro comecei a me interessar e pesquisar um pouco mais sobre coaching e descobri essa ferramenta de análise. Nada mais é que um círculo, dividido em 12 partes em que você deve se autoanalisar e pontuar cada área com notas de 0 a 10.
 
Imagem via
Quando fiz meu planner achei que seria legal ter uma roda por mês para acompanhar o desenvolvimento e me estimular a priorizar determinadas áreas. Não sei se é certo refazer em um curto espaço de tempo, mas vem funcionando.

Geralmente preencho um círculo no fim do mês, sendo bem crítica, e pinto a fatia com o tamanho equivalente a nota. A partir daí determino ações menores que podem me ajudar a melhorar alguma das áreas. Coisas como ligar para fulano, beber meio litro de água por dia, passar hidrante todos os dias... e por ai vai. A ideia é que no fim do próximo mês eu consiga evoluir nas áreas defasadas para encontrar certo equilíbrio.

Agora em junho pretendo renovar meu planner e criar uma Roda da Vida personalizada, com os itens que são prioridade pra mim no momento. 

Quando estiver pronto venho compartilhar. Me digam, vocês usam alguma ferramenta para acompanhar e ajudar a cumprir as promessas de ano novo?

Melhorar e realizar sempre!

0 comentários:

Postar um comentário