Bom dia

8 de ago de 2016

Acordei de novo com sol ultrapassando uma brecha na cortina, até tentei me esticar na cama e voltar a dormir, mas minha cachorra ocupava a metade de baixo do colchão, então continuei encolhidinha ali pra não incomodar. Isso é amor não é?

Na verdade não deveria ser. Estiquei as pernas e puxei ela um pouquinho para o lado, quando me viu acordada, veio pra mais perto, me pedir carinho. Isso sim é amor.

Abri um pouco mais a cortina pra encarar a cor do céu lá fora. Quase cinza, mas ainda azul. Não dá pra desistir de ver o lado bom. Já faz um mês ou um ano que eu estou aqui? Não consigo mais lembrar.

E apesar de odiar quem justifica seus atos com a posição dos astros quando nasceu, preciso concordar que uma característica capricorniana marca minha personalidade: eu gosto da estabilidade. De saber pra onde vou, com quem e fazer o quê. Eu gosto de planejar o que vou vestir no dia anterior, de saber a previsão do tempo ou o que vai ter para o almoço. Mas o que deveria ser estável só me traz dúvidas.

Nesse meio tempo aqui eu me privei de mim. Virei alguém que eu desconheço, com defeitos que não são meus e preocupações que não deveriam existir. Eu simplesmente não faço ideia do que esta acontecendo lá fora, e sei que só posso saber do que esta disponível aos meus olhos. Ai de mim querer saber o que aconteceu na quinta-feira a noite ou na sexta de manhã. Vou ter sorte se receber uma resposta vaga. Continuo de olhos fechados, não posso me meter onde não sou chamada. Mas até agora isso não funcionou.

O problema é que eu nunca sou chamada. Ou será que um dia vou ser? Já até desisti, mas também não funcionou.

Mas você já experimentou ficar sozinho? Você já tentou fazer isso? Já conseguiu se ver sem nenhuma outra influência, sem nenhum outro olhar te julgando? Já conseguiu se ver? Ficar sozinha tem dessas, te faz ter cada vez mais certeza sobre si. Nesse tempo todo, esse era você?

Conferi as mensagens no celular com a falta de habilidade da mão esquerda, já que a direita esta proibida de parar de fazer carinho nessa bola de pelos acumulada do meu lado. Nada importante, ou nada que eu queira. Onde foram parar aqueles outros dias?

Não queria voltar neles, só queria sentir aquilo de novo. Será que você sabe o que eu quero dizer? Já falei tanto, mas acho que nada disso fez sentido pra você. Ou você só não quis ver. Já até cansei de falar, e também acho que você não percebeu. Meu signo diz que eu sou pessimista por natureza, mas eu posso pular algumas características do zodíaco, não posso? Não sou tão boa com regras. Continuo nutrindo aquela migalha de esperança. Esperando o sol voltar por trás dessas nuvens.

Arrumei a cama logo que levantei dela. Ouvi dizer que assim o dia começa melhor, rende mais. Que hoje o dia me renda coisas melhores que ontem. Só posso torcer.

Ilustração: Henn Kim 
E esperar até o próximo dia

0 comentários:

Postar um comentário